Palestra de abertura da X Jornada Internacional de Direito e Justiça

BrowneNews

4 de abr. de 2019

img_news03.jpeg

Desafios políticos, sociais e econômicos da recente modernidade. Para entender a modernidade e seus desafios, faz-se necessário antes compreender seus fundamentos. Com efeito, os pensadores de maior influência e suas circunstâncias são o melhor recurso para esse desiderato. Hegel e William James são dois paradigmáticos exemplos. Comparando e refletindo suas concepções de Direito e Verdade, pôde-se construir um fio condutor para compreender a própria modernidade recente e seus desafios. Mas após a compreensão destes, que ferramentas utilizar para supera-los? O consequencialismo pragmático nos parece a melhor alternativa, por nós oferecer o método abdutivo e o falibilismo. No Brasil, legislação, jurisprudência e doutrina já compreenderam que decidir, pensando nas consequências é inevitável, em especial se queremos superar desafios. É preciso agora bem compreender as lições pragmáticas para que o consequencialismo não se confunda com arbitrariedade ou ativismo.